terça-feira, 15 de setembro de 2015

Sangrena "Blessed Black Spirit"

Oriunda da cidade de Amparo – SP, o Sangrena surge para executar aquilo que há de mais brutal dentro do Death Metal. Em 2009 a banda lançou o disco, mas somente no exterior devido as dificuldades encontradas em nosso país para lançar um material do gênero. Somente em 2014 a banda conseguiu lançar o disco aqui no Brasil, e ainda assim, de forma independente.
"Blessed Black Spirit" é carregado de tudo aquilo que um verdadeiro fã de Death Metal aprecia: guitarras incrivelmente velozes, um baixo extremamente pesado e completamente audível em todas as faixas, o gutural impecável que nos trás aquela sensação de que tudo está prestes a entrar em colapso total e a bateria soa como uma metralhadora em praticamente todas as faixas. Ainda que a priorizem a velocidade, a técnica não é deixada de lado, durante o CD é possível ouvir diversas partes cadenciadas que criam um clima obscuro e mortífero.

A faixa "When the Masks Fall" abre o disco com um instrumental calmo e agradável, lembrando introduções de discos de Metal Melódico, mas isso logo cai por terra quando a segunda faixa se inicia, "Infernal Domination" já começa destruindo os pescoços de qualquer ouvinte, riffs destruidores no começo e um vocal completamente alinhado com os instrumentos, o refrão que leva o nome da faixa é incrivelmente forte e matador, essa faixa inclusive recebeu um videoclipe muito bem produzido, recomendo a todos os fãs do verdadeiro Metal da Morte! "Cursed by Revenge" começa com um homem surrando algumas palavras, e quando menos se espera, surge o gutural pútrido de Luciano Fedel seguido de uma avalanche sonora, intercalando entre o brutal e o cadenciado e com solos estridentes. A quarta faixa, "Land of Storm" abusa da técnica de seus dois guitarristas, e mostra o quão presente é o baixo de Luciano. "Abyss of Souls" começa mais cadenciada, com a bateria mostrando seu potencial, soando como uma metralhadora, a faixa segue essa linha mais arrastada boa parte da música, até que no final as guitarras aumentam a sua velocidade e retorna o caos que está presente em todo o disco. Exclusivamente nessa faixa, o vocal chega a soar de forma apocalíptica. "The Ninth Profecy" é de matar, a introdução faz qualquer headbanger bater cabeça até moer o pescoço, após isso segue-se uma linha mais técnica sem deixar de lado a velocidade típica da banda e novamente podemos ver um excelente refrão, coisa que não é tão comum em bandas de Death Metal. A faixa título não poderia ser mais intensa, a escolha foi perfeita. "Blessed Black Spirit" trás um vocal ainda mais fechado e poderoso, que proporciona a sensação de destruição a todos que escutam. O instrumental não fica pra trás, como nas outras faixas, apresenta tamanha precisão e coesão, todos os instrumentos soam perfeitamente alinhados, nenhum se destaca, a união deles sim é um destaque. "In Sacrifice" talvez seja uma das menores músicas do disco e também uma das mais insanas, essa é a típica faixa que mais parece uma pedrada na orelha, ou melhor, vários tiros na orelha, pois a bateria é incrivelmente veloz e destruidora. "Reign of Illusions", "City of the Hanged People" e "The March" finalizam o disco de forma impecável, mostrando que o Death Metal nacional segue firme e forte e com mais disposição do que nunca.

Tracklist
01- When the Masks Fall
02- Infernal Domination
03- Cursed by Revenge
04- Land of Scorn
05- Abyss of Souls
06- The Ninth Profecy
07- Blessed Black Spirit
08- In Sacrifice
09- Reign of Illusions
10- City of Hanged People
11- The March




Links relacionados

Nenhum comentário:

Postar um comentário