segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Shield Wall expondo seus ideais


A horda teve seu inicio a pouco tempo, idealizada por Elvis “Yulevar” e Rafael “Nachthowl” no ano de 2014 em Rio das Ostras – RJ. Formada com intuito de executar um Black Metal voltado à essência pagã. Após algumas mudanças de formação a horda se uniu a Fábio “Amarok” para lançarem seu primeiro EP, intitulado “Modir Vanadis”. Um pouco antes deste lançamento, Jean Oliveira e Rafael Guimarães, juntaram-se a horda. 

HMAN: Saudações Yulevar, é um prazer entrevista-lo! Gostaria que você contasse um pouco do começo da Shield Wall e de onde surgiu a ideia de formar a banda. 

Elvis "Yulevar": A ideia surgiu no início de 2014, quando eu percebi que não existia uma horda desta temática na região, e ainda mais sendo o estilo de vida e som que vivo diariamente. Eu pensei nos caras que realmente abraçariam a causa e dariam o sangue por este projeto. E então reuni os caras que sempre confiei. 


HMAN: No EP "Mordir Vanadis" há algumas músicas cantadas no nosso idioma, vocês pretendem manter essa linha de sempre criar algo no nosso idioma local? E qual a importância disso? 

Yulevar: Sim iremos mesclar letras em português e inglês, queremos expor bem claramente nosso ideal. É importante devido à mensagem ser mais clara ao ouvinte, queremos deixar bem nítido o que seguimos e acreditamos. 



HMAN: Há um tempo eu vi alguns comentários sobre uma polêmica que cerca a banda relacionada a grupos de NSBM, se possível, gostaria que você esclarecesse isso. 

Yulevar: Sim, foi uma certa ocasião em que começamos a crescer com nosso trabalho, e surgiu pela ignorância de certas pessoas acharem que toda banda com temática pagã (Paganismo Nórdico) no Black metal, tem envolvimento com NS. Isso é algo que repudiamos, nós levantamos a bandeira contra o fascismo, cristianismo e principalmente o islamismo, regimentos opressores que fazem dos homens escravos. Nunca fomos NS, nenhum integrante é, se fossemos não estaríamos tocando em qualquer lugar ou não teríamos dois integrantes anarquistas. 

HMAN: Comente um pouco do processo de criação da banda e de onde vem à inspiração para tratar de temas como paganismo, anti cristianismo e bruxaria? 

Yulevar: Eu particularmente sou pagão, junto na mesma ideologia o Rafael “Nachthowl”, nós dois trabalhamos nas músicas mais pagãs por conhecermos mais sobre tal assunto, na parte de mais blasfêmia o restante do pessoal participa. Nas novas composições estamos trabalhando com histórias, lendas, músicas de invocação, algo com conteúdo mais amplo sobre bruxaria e paganismo. 

HMAN: Voltando a falar do EP, quantas cópias foram lançadas e como foi à receptividade do público? Algumas cópias chegaram a ser enviadas ao exterior? 

Yulevar: Foram 300 cópias, o público que adquiriu foram os que realmente acompanhavam nosso trabalho e esperava por ele, não chegamos a enviar pro exterior. Mas estamos pensando em algo grande para o próximo álbum. 

HMAN: Quais as principais influências da banda e o que inspira vocês a continuarem tocando?

Yulevar: Hordas brasileiras como Iron Woods, Amazarak, Velho, Orgia Nuclear, Dark Inquisition, Pagan Throne, Sarcófago e também outras lendas como Bathory, Venom, Celtic Frost, Falkenbach, Nargaroth, Mayhem entre outros. 


HMAN: Quais são os planos da banda para o final de 2015 e inicio de 2016? 

Yulevar: Vamos dar uma pequena pausa ate novembro, nosso guitarrista Jean irá para o exterior a trabalho, e nesse período vamos terminar algumas composições, no fim do ano tem duas apresentações para Dezembro, estamos vendo também nossa possível volta à terra paulista. 

HMAN: A faixa “Kill the Christians” possui um alto teor de blasfêmia, o que me agrada bastante. Comente um pouco sobre a visão da banda a respeito do Cristianismo. 

Yulevar: Resumimos o cristianismo em uma única palavra: Hipocrisia. 

HMAN: Agradeço as palavras e deixo aqui o espaço para as suas considerações finais. 


Yulevar: Primeiramente obrigado pela oportunidade de mostrar nosso trabalho aqui. Nós da Shield Wall também queremos agradecer a todos os guerreiros da região dos lagos, aos amigos que acompanham nosso trabalho desde o começo. Especialmente aos grandes apoiadores que ajudaram a gente nos momentos mais necessários, também a galera de São Paulo que nos ajudam bastante com divulgação, a galera do Sul e Minas. 
Nosso intuito não é viver como parasitas. Não queremos dinheiro nem fama, apenas mostrar nossa ideologia para aqueles que querem realmente escutar. Essa é a principal meta da Shield Wall. Quem estiver interessado em saber mais sobre nós, nos procure pelo facebook ou youtube. Obrigado!



Links Relacionados

Nenhum comentário:

Postar um comentário