quarta-feira, 29 de julho de 2015

Envoke Conquistando o seu espaço


Formada em Janeiro de 2013 na cidade de Fortaleza, a Envoke foi fundada pelos irmãos Junior Falcão e Júlio Falcão. No mesmo ano a banda entra em estúdio para gravar o seu primeiro registro, o full-lenght “Unnatural Cancer of the Humanity”. Atualmente a Envoke está em processo de gravação do seu segundo disco que tem lançamento previsto para o final de 2015.

HMAN: Como se deu a formação da Envoke? Como surgiu essa afinidade entre os irmãos?

Junior Falcão: Então a banda foi formada após o fim do Enthrall, Uma antiga banda formada em Pacajus a 60km de fortaleza, pelos mesmos membros do Envoke, passamos dois anos parados por que tive que me mudar para fortaleza ai decidimos nos reunir e voltar com a banda e com novo nome e uma cara nova bem mais madura.

HMAN: No mesmo ano da formação da Envoke, vocês entraram em estúdio para gravar “Unnatural Cancer of the Humanity”. Vocês tinham experiência em estúdio? Como se deu esse processo?

Junior: Bom como falei na resposta anterior a gente já tinha uma experiência com banda já tínhamos gravado uma demo, ai facilitou bastante no processo de gravação e também ajuda do produtor Taumaturgo que foi bem paciente conosco ai saiu até bem mais do que esperávamos.

HMAN: Dois anos após o lançamento de “Unnatural Cancer of the Humanity” como vocês veem esse registro? O que ele significa para a Envoke?

Junior: Muito bom mesmo, tivemos um feedback bem legal aqui no brasil e no exterior, muitas resenhas positivas gente de todo mundo entrou em contato com a banda e também por ser um álbum de estreia superou demais as expectativas.

HMAN: Como funciona o processo de composição dentro da banda? Vocês buscam um conceito para as letras ou é algo livre?

Junior: O primeiro disco foi esse conceito bem focado  na obscuridade e satanismo, nesse segundo a gente buscou além disso está sendo um trabalho bem diferenciado bem livre com participação  de todos os integrantes em cada composição.

HMAN: Nota-se que a Envoke presa pela parte gráfica de seus trabalhos. Como vocês veem essa parte gráfica trabalhando em conjunto com a sonoridade?

Junior: Isso sim, demais, tentamos ser o mais profissional e autênticos possíveis em cada trabalho cada titulo temos um conceito e tentamos seguir o máximo o que relata o álbum.

HMAN: Como vocês veem o atual momento do underground brasileiro? Existe apoio para uma banda jovem começar?

Junior: Bem, essa parte é complicada de falar por que toda banda que começa passa por muitas dificuldades até chegar em um patamar diferenciados das outras sendo mais valorizada ,mais que existe apoio sim, e bastante, aqui em fortaleza tem eventos toda semana para bandas mostrarem seu trabalho, vai depender de cada uma o seu potencial.

HMAN: A região Nordeste tem uma cena underground muito ativa, qual seria o principal fator para isso acontecer? Vocês acham que isso se deve a uma constante renovação?

Junior: Sou suspeito para falar de minhas terras, aqui tem muitas bandas excelentes  que não ficam atrás de uma banda gringa, eu acho que o maior fator disso é a dedicação de cada músico querendo conquistar seu espaço.

HMAN: Além de lançar “Conspiracy Transcendental Aberration” quais os planos para o futuro da Envoke?

Junior: Isso o futuro irá dizer, mais queremos fazer bastantes shows de divulgação e quem sabe uma Tour vamos vê isso em breve.

HMAN: Deixo aqui um espaço para as considerações finais da banda!

Junior: Quero agradecer primeiramente a você Artur pelo espaço e a ótima entrevista e que a galera não desista continuem batalhando sempre e que da certo e agradecer demais a galera que apoia o Envoke. Forte abraço!



Links Relacionados

por Artur Azeredo

Nenhum comentário:

Postar um comentário