quinta-feira, 2 de abril de 2015

Republica Lutando por um futuro melhor

Banda de Heavy Metal paulista formada em 1991, tendo em sua discografia três lançamentos, entre eles “Point of no Return” lançado em 2013, disco que colocou o Republica de novo no foco da cena metal brasileira. Recentemente a banda foi uma das convocadas para abrir os show do Adrenaline Mob durante a New Wave of American Heavy Metal Tour.

HMAN: Vinte e poucos anos de estrada, o que é o Republica hoje? Algo mudou?

Jorge Marinhas - Mudou bastante coisa em relação aos membros da banda, sonoridade, letras em inglês ao invés de português, mas hoje temos a certeza que estamos com uma formação considerada clássica. O que não mudou, e que não vai mudar nunca, é a busca por um som verdadeiro, pesado e competente.

HMAN: Apesar da idade a banda tem apenas três lançamentos, a que se deve isso?

Luiz Fernando Vieira - Foram muitas formações, muitas mudanças até chegarmos no que hoje consideramos ideal. Fazer música, lançar discos é um processo custoso e demorado. Acho que foi simplesmente a evolução natural da banda. Sem pressa e só lançando quando achávamos que tínhamos o material certo na hora certa.

HMAN: “Point of no Return” trás na capa a imagem das manifestações ocorridas em 2013. Hoje vivemos algo semelhante. Como vocês veem esse trabalho? E essa ligação com as manifestações ocorridas em 2013?

Leo Belling - A capa representava e ainda representa a fase que a banda se encontra e a nossa indignação com os acontecimentos passados e com os novos de 2014 e 2015 também. Ë excelente ver o povo nas ruas querendo mudanças. Não precisamos levantar bandeiras de um lado ou de outro, mas precisamos de mais consciência política e defender nossos interesses e lutar por um futuro melhor. É simples, só queremos passar a porra do país a limpo e seguir em frente.

HMAN: Vocês costumam compor com frequência? Já tem algo encaminhado para o próximo lançamento? O que podem nos adiantar?

Leo - Compomos com bastante frequência e nessa fase agora muito mais, pois estamos neste momento compondo as novas faixas para o próximo álbum que tem lançamento previsto para o segundo semestre de 2015.

HMAN: O Heavy Metal tem ganhado espaço no Brasil, principalmente através da internet. Como vocês veem esse atual momento do metal brasileiro?

Leo - Tem muita coisa boa surgindo, bandas se estabelecendo e bandas morrendo, como em todo mundo. Não vejo diferença nenhuma, pois talento temos de sobra e vontade muito superior a dos gringos. O que falta é mais união das bandas e oportunidades pra mostrar o som autoral fora das capitais. O nosso grande aliado, hoje, são as redes sociais e a proliferação da internet pelo país. Mais de nada adianta se a banda não estiver pronta e com um som foda. Não se pode depender de apenas um canal, tem que atacar de todo lado: internet, rádio, TV, shows, festivais, merchandising, um puta site e redes sociais bem alimentadas e interação da banda com os fãs. Sem os fãs não somos nada. Eles é que são os grandes artistas. Só representamos a voz deles.

HMAN: Mal começou o ano e vimos o anuncio de grandes shows pelo Brasil, como a Monster Tour, que conta com alguns gigantes como Motorhead, Ozzy e Judas Priest. Como vocês veem esses shows, isso de alguma forma satura a cena?

Leo - Quanto mais shows, festivais, melhor. Não vejo problema algum e nem possibilidade de saturação da cena. O que podia ser melhor é que deveríamos ter mais bandas brasileiras nos line-ups desses festivais. A valorização tem que partir de nós mesmos e dos promotores de shows. Competência e qualidade existem, falta dar mais oportunidades e confiar que também somos capazes de levar público aos eventos.

HMAN: Recentemente a banda foi anunciada como uma das responsáveis por abrir a tour do Adrenaline Mob. Qual a expectativa para esses shows? Quais os planos para o restante do ano?

Leo - É uma tour de três bandas, por isso não consideramos os shows como de abertura e sim uma parceria forte entre as três bandas do line-up. Conhecemos os caras do Noturnall e do AMOB há um tempo e sempre pensamos em fazer essa tour juntos. Republica e Noturnall são bandas irmãs, assim como seus integrantes. É uma grande família que se ajuda nesse mercado foda do metal nacional. A expectativa é das melhores e fica a promessa que vamos arregaçar em cada cidade que passarmos. Vai entra pra história do metal nacional, tenho certeza!


HMAN: Deixo aqui um espaço para o Republica, deixe um convite para a tour!

Leo - O Republica gostaria de agradecer ao espaço, a todos os nossos fãs e em especial o nosso fã clube (Republica Rock Street Team) pelo apoio e dedicação. A tour de maio com Noturnall e Adrenaline Mob será um marco em nossas carreiras e tem tanta coisa especial sendo preparada para esses shows, que quem não for, vai perder uma surra sonora de todos. Contamos com vocês e nos vemos na estrada. Abraços e Vida Longa ao Rock and Roll!


Links Relacionados
www.soundcloud.com/republica-rock


por Artur Azeredo

Nenhum comentário:

Postar um comentário