terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Alkanza tomando rumo

Alkanza é uma banda de Thrash Metal de Laguna, Santa Catarina. Com o objetivo de mostrar a hipocrisia em que vivemos, na forma de um poderoso Thrash Metal. A banda lançou em 2014 o EP "Destroyed The System". Conversamos com Thiago Bonazza, vocalista e baixista da banda, que nos contou um pouco da trajetória do Alkanza.


Como surgiu o Alkanza? E por que o Thrash Metal?

O Alkanza surgiu como meu projeto, queria fazer algo diferente do que eu vinha tocando(heavy metal),queria algo mais pesado com afinação baixa, mas nada com regras, e se tornou thrash, pelo vocal, peso. As pessoas colocaram assim,mas acho que tem varias influencias, e a proposta de não se remeter musicalmente a rótulos nos faz ter liberdade de tocar e criar o que eu quiser. Somos thrash pelo fato de que tudo tem que ser rotulado, para ser identificado pois é assim que infelizmente funciona, e nos aproximamos mais do estilo mesmo,mas também somos heavy, new, hard core,etc...

Vocês lançaram este ano seu primeiro trabalho o EP “Destroyed the System”, o que esse material significa pra vocês?

Significa o começo, a afirmação de uma banda. O que batalhamos tanto, criando  forma, é o início, é agora que vamos formular o que vira. Significa a direção, o que no começo é o mais importante.

Como foi compor e gravar “Destroyed the System”, vocês já tinham experiência com esses processos?

Tínhamos,mas uma experiência meio simples nada comparado ao que passamos, mas foi tranqüilo. Sabemos aonde queremos chegar o que simplifica um pouco as coisas.

Como tem sido o retorno do EP por parte de publico e mídia?

Foi melhor que o esperado, pois por ser o primeiro material oficial, com qualidade. Achamos que teria um impacto menor,mas deu tudo certo e o pessoal ta curtindo. Sabemos que tem umas coisas a melhorar, mas creio que 99% das pessoas que ouviram realmente gostaram.

Vocês já estão trabalhando em um full-lenght? O que podem nos adiantar?

Sim, já finalizamos as musicas e entraremos em estúdio no comecinho do ano. O que posso adiantar com exclusividade, é que agora será tudo cantado em português. Inclusive as musicas do EP que estarão no full-lenght, e isso foi de forma natural, pois queríamos  uma faixa em português no álbum, e com ela pronta vimos que em nossa língua deixamos as coisas mais claras, mais nossa cara, e por isso assim será.

Vocês abordam a hipocrisia da sociedade atual e a imposição de um sistema, a religião seria uma forma de alienação das massas, como vocês veem essa ascensão de algumas religiões?

Uso sempre uma palavra, COLONIZAÇÃO, creio que é isso, as pessoas ficam fragilizadas e mais manipuláveis se estiverem com medo. As pessoas que dependem da massa sabem disso, veja o exemplo da igreja, fazem você ter medo de morrer e não ir para o céu. Os políticos fazem você ter medo que se mudar, as coisas piorem. Se você prestar atenção, você só pensa livre quando não se prende ao medo, e tem o lado da massa, de que você tem que ter mais que o outro. Você tem que estar na moda, usar o que o artista da novela usa, e esquece de ser você usar o que quiser, fazer o que quiser,acho que falta individualidade mental.

Como vocês veem o atual momento do Heavy Metal nacional depois dos acontecimentos do Zoombie Ritual?

Deixo claro que é MINHA OPINIÃO, acho que os produtores deveriam valorizar mais as bandas brasileiras, e o publico mais ainda. E que os produtores tenham mais responsabilidade e saibam os passos que estão dando.O mercado brasileiro é um dos mais rentáveis  do mundo, são os melhores fãs cara, e não tenho a menor duvida disso, então por que as bandas se fodem tanto? Por que shows vazios? E não falem que é por falta de qualidade por que tem muita banda boa. Ai vem minha pergunta, por que a cena nacional para bandas daqui é tão fraca e para os gringos é tão forte? Acho que devemos repensar as coisas e valorizar o que é daqui também sem ter que fazer sucesso lá fora para que tenha o mesmo aqui.

Quais os planos da banda para 2015?

Gravar o disco e tocar, creio que é isso que tem que ser feito e o resto será conseqüência.

Deixo aqui um espaço para as considerações finais da banda!

Gostaria de agradecer de coração a todos que nos apoiam,que nos dão oportunidade de mostrar nosso trabalho, e todos os meios de comunicação que estão nos dando espaço.






por Artur Azeredo