terça-feira, 4 de novembro de 2014

Jupiterian pesado e sujo

O Jupiterian nasceu em novembro de 2013. Depois de algumas mudanças de formação, em abril de 2014 eles começaram a gravar “Archaic”, seu EP de estréia, contendo três músicas gravado no Improviso Studios.

Atualmente a banda trabalha em seu novo material, o EP "Proclamation" programado para sair até o começo de 2015.

HMAN: Conte nos como surgiu o Jupiterian? Fale um pouco sobre a proposta sonora da banda?

V: O Jupiterian começou em 2013 quando ainda tocava em outra banda. Eu já estava afim de algo mais sludge/doom há anos mas não rolava pelo tempo que tava escasso. Até que comecei a compor uns riffs e convidar o pessoal. Era importante ter as pessoas certas, que todos quisessem fazer um som arrastado, mas que ainda tivesse melodia, que soasse uma mistura entre o Conan e o Paradise Lost. Acho que a proposta no começo era essa e é o que tentamos buscar com nosso som.

O EP “Archaic” foi lançado apenas no formato digital, vocês tem intuito de lançar esse material em formato físico? E por que lançar apenas nesse formato digital?

Temos sim cara, essa é nossa meta. Se não rolar com o EP, vamos tentar no próximo lançamento. Não foi opcional ser só digital, nós queremos um selo que possa lançar e distribuir, mas ainda não rolou.

Vocês executam um Funeral Doom Metal, um pouco mais arrastado do que o normal digamos, como chegaram até esse resultado?

Eu não vejo o Jupiterian como uma banda de Funeral Doom. Eu encaro a banda muito mais como um Death/Doom das bandas das primeiras levas como o Winter, Anathema, Katatonia com sludge do Noothgrush, Graves at Sea, o próprio Conan, Sourvein. Nós usamos elementos de Funeral Doom, mas acho que o estilo é muito mais "elegante" do que nossa proposta que é ser mais pesado e sujo.

Mesmo lançando apenas no formato digital o Ep “Archaic” deu para ter uma ideia da receptividade desse material?

Sim! faz umas três semanas que tem saído resenhas do EP em sites gringos. Todas elas são muito positivas, inclusive o Metal Mouth deu nota 8/10 com o cara rasgando elogios dizendo que o Archaic era um "marco colossal". Não poderia ser melhor pra uma banda que só está começando.

Vocês já trabalham em um novo disco, podem nos adiantar algo? Esse será lançado no formato físico? Já tem uma data de lançamento?

Ainda não dá pra adiantar muita coisa, estamos trabalhando nele pra fecharmos mais alguns sons e entramos em estúdio o quanto antes. Pretendemos lançar físico sim. Esperamos que role isso em vinil. Não temos data ainda.

Como funciona o processo de composição dentro da banda? Existe uma ligação entre as faixas de “Archaic” por exemplo, ou cada uma tem sua identidade?

O processo de composição é bem simples cara. Geralmente eu chego com uma base a gente cria o resto em cima, baseado no riff inicial. Dá um pouco mais de trabalho porque as músicas são longas e demandam muito tempo definirmos as partes e como elas conversam entre si. As faixas do Archaic tem uma ligação mais lírica do que propriamente sonora. Cada uma foi composta de fora independente uma da outra. Mas o EP por conta das letras é conceitual na sua própria forma.

Como vocês veem o atual momento do underground brasileiro? A internet ajuda ou atrapalha?

Eu acho o underground passa por um momento ótimo! Várias bandas de vários estilos conseguindo lançar seus materiais e a qualidade vem sempre aumentando a cada ano. Bandas como O Cúmplice, Deaf Kids, Saturndust, Sons of a Witch, o Infamous Glory, Reiketsu, DER... o Test agora se destacando pra caralho. Infelizmente ótimas bandas foram se desfazendo nesses tempos como O Mito da Caverna, mas no geral tá todo mundo aí em um nível excelente.

Quais os planos para o futuro da Jupiterian?

Mais próximo agora é gravar uma colaboração com o Bemônio do RJ que já está encaminhado da parte dele, agora só falta entrarmos em estúdio pra concluir. Terminar de compor o material do Proclamation pra conseguirmos gravar logo. Estamos muito felizes com as músicas novas, acho que estão mais maduras e melhores que as do EP então estamos com uma expectativa alta pra essa grava.

Deixo aqui um espaço para as considerações finais da banda!

Valeu pelo interesse. Usem crack e louvem satanás.



Links Relacionados
http://jupiterian.bandcamp.com/releases



por Artur de Azeredo