sábado, 24 de maio de 2014

Entrevista: Sky in Flames


Sky in Flames é uma banda de Death Metal de Esteio, a banda iniciou suas atividades no verão de 2002, no entanto um registro
só veio a ser lançado em 2006 a Demo “Blinded by Hate”. Em 2007 os caras lançam outra demo, “Carnal Putrefaction”, disponibilizada apenas para audição no Myspace e Reverbnation da banda.


Sobre a trajetória da banda, produção do novo disco e cena underground conversamos com a banda!

Como se deu a formação da banda? Qual era a proposta sonora inicial, sempre procuraram investir em composições próprias?

Inicialmente eramos apenas 3 integrantes e eu cantava e tocava contra-baixo, na época o som era voltado ao Thrash Metal e ao Hard Core e desde o inicio tínhamos vontade de compor nossas próprias musicas e com a entrada de mais um guitarrista isso tudo se tornou melhor elaborado, podíamos ter musicas com solos e riffs com dobras como as bandas grandes faziam.

Como ocorre o processo de composição dentro da banda?

Conforme o tempo foi passando nós fomos mudando a forma de compor as musicas, antes eu chegava no ensaio com alguns riffs prontos e logo em seguida nós colocávamos eles todos em ordem, agora deixamos tudo para ser feito no estúdio sendo que só a letra eu faço separado e neste novo trabalho existe a colaboração de todos da banda na composição das letras.

Vocês já possuíam experiência em estúdio antes de gravar a demo?

Não ... a primeira vez em que gravamos em 2006 foi assustador pois tínhamos que executar as musicas com a presença do metrônomo e acabou que aquilo nos deixou muito tensos, e optamos por não usar o metrônomo naquela Demo, em 2007 também foi tenso mas tivemos 1 ano para nos prepararmos. Hoje já temos maturidade e experiencia para gravar as musicas da forma correta.

Como tem repercutido a sonoridade de vocês, como tem sido a aceitação do publico?

O Sky in Flames tem uma sonoridade inconfundível, pois temos variações de uma musica para outra, as pessoas conseguem perceber facilmente que existe mudança de clima sem que se torne massivo, pois as faixas tem em torno de 3 min e 30 o que faz com que a gente descarregue toda a intensidade do Death Metal em um espaço relativamente curto de tempo. Quando somos abordados pelo publico sempre recebemos elogios, inclusive de pessoas que não gostam do gênero "Death Metal", e isso para nós soa muito bem pois é exatamente o que queremos fazer, intensidade, agressividade, peso e melodia tudo junto e em todas as musicas, isso traz uma dinâmica incrível para banda em nossos shows.

E os shows, vocês estão a algum tempo na estrada, com que frequência tem se apresentado? Como veem a cena underground gaúcha hoje?

Temos tocado pouco neste ano pois estamos focados na gravação do nosso primeiro CD FULL, mas os shows mais próximos no momento que posso divulgar como confirmados são o WINTER NIGHTS em CAMPOS NOVOS/SC nos dias 19 e 20 de Julho, e o IV ATTACK UNDERGROUND em DOIS VIZINHOS/PR no dia 06 de setembro, quanto a cena gaúcha ... o que posso dizer é que ela esta condenada a uma rede social chamada FACEBOOK, um exemplo que posso dar disso é bem fácil de ser entendido então vamos lá: o produtor cria um evento no facebook para divulgar amplamente seu evento e mais de 1000 pessoas confirmam presença e chega na hora a bilheteria chega a 50 pessoas, o que é uma catástrofe para uma produtora que dificilmente consegue sair empatada com suas dividas, sempre sai no negativo e isso tem acontecido em muitos lugares no Brasil mas falando do RS ... aqui ta muito fraco, vemos hoje eventos praticamente de 15 em 15 dias todos direcionados ao metal, e se eles somarem todos juntos 500 pagantes no decorrer de um mês inteiro é muito, sinto muito falar sobre isso desta forma a você leitor mas infelizmente tenho certeza de que a cada 10 pessoas que irão ler isso apenas 2 comparecem nos shows e volto a dizer, isso não é só aqui, é em todo o Brasil, mas infelizmente o RS está sendo o mais afetado com isso.



O Death Metal no Rio Grande do Sul é muito forte, sempre revelando grandes bandas, vocês arriscariam um palpite a que se deve isso?

Esse sangue farrapo que corre em nossas veias deve ser o maior responsável por isso, acredito que somos o único estado que canta o próprio hino do estado nos estádios de futebol, penso que nossas tradições do 20 de setembro também são marcantes a todos que moram aqui e isso faz com que nossas musicas tenham um direcionamento mais áspero e isso não acontece só no Death Metal, temos outros gêneros que já estão na estrada dos gringos a muito tempo mas acredito que o que auxilia muito também são os estúdio de gravação que temos aqui, isso ajuda muito também.

Qual o papel da internet hoje, dentro da banda e da cena underground?

Hoje as redes sociais servem para divulgar uma musica, um video, uma entrevista e ponto, isso não pode tirar a cena underground do foco e fazer com que os headbangers se tornem vermes preguiçosos e fiquem em casa aos finais de semana enquanto bandas ficam sem publico nos eventos. As bandas talvez aceitem as desculpas do publico por não poder ter ido em um ou outro evento mas os produtores não podem dar desculpas na hora de pagar o aluguel do espaço que eles utilizam para fazer os eventos, então mais uma vez eu falo ... se não vai ir na porra do show, não marca presença na merda da rede social por que isso esta levando a cena a falência, em 2010 diziam que era o pior ano para shows, em 2011 o problema continuou, em 2012 o problema era os valores dos ingressos, 2013 não haviam espaço suficiente entre um show e outro o que fazia com que as pessoas tivessem que escolher ir num show e deixar outro de lado agora em 2014 caiu de vez ... mas só para lembrar, isso tudo que eu disse ai em cima de 2010 à 2014 ... são shows de bandas grandes, as bandas da cena underground virão muito menos publico até mesmo por que o que vende é show gringo.

Quando sai o Full leght, já tem data conceito?

Estamos trabalhando firme na gravação para tudo dar certo e termos o lançamento em Janeiro de 2015, pela gravadora inglesa SECRET SERVICE RECORDS, que por intermédio da TRUE METAL PRESS & MANAGEMENT assinamos contrato no mês de Abril.

Deixo aqui um espaço para considerações finais da banda!

Gostaríamos de agradecer a todos os nossos familiares que estão sempre junto conosco neste caminho em que escolhemos, ao Flavio Soares representante da TRUE METAL PRESS & MANAGEMENT, sem ele não teríamos assinado com uma gravadora internacional que já possui seu merecido respeito por suas bandas de CAST, a SECRET SERVICE RECORDS por confiar em nosso trabalho e esperamos que tenhamos uma vida longa e prospera trabalhando juntos, e a todos que estão esperando por este CD a algum tempo o nosso muito obrigado por continuar acreditando em nosso trabalho e em breve poderemos consolidar isso todos juntos na estrada. Forte abraço a todos.



Agradeço o interesse e a disponibilidade da banda!

Links Relacionados
https://myspace.com/skyinflames


Stay Heavy!



por Artur de Azeredo